Wiki The Messenger
Advertisement

Falatórios do Armário do Lojista são falatórios de diálogo opcional ditos pelo Lojista ao Ninja em The Messenger, envolvendo o armário da Loja. Quando um falatório do armário é ativado, Ninja é forçado a ler muitas caixas de diálogo cheias de conselhos de vida filosóficos do Lojista. Há quatro falatórios do armário no total, três no jogo base e um em Pânico no Piquenique.

Falatório do Armário #1[]

Ativação[]

Ninja pode ativar o falatório #1 em quase toda parte do jogo ao continuamente interagir com o armário dentro da Loja. Porém, o falatório #1 não é ativado na Loja logo antes de invocar a Torre do Tempo, nem na Loja depois de derrotar Barma'thazël, já que esses pontos no jogo respectivamente envolvem ativar os falatórios do armário #2 e #3. Além disso, o armário desaparece completamente se Ninja coletar uma Nota Musical na Versão 1.0.4 ou maior.

Falatório[]

O Lojista ensina a Ninja sobre o conceito de felicidade.

Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Por favor, não toque no armário.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Já falei, o armário não é pra você.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Acredite, você não está pronto para o que tem aí dentro.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Você acha que pode chegar chegando no meu laboratório e mexer nas minhas coisas como se fossem suas?
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Não tem ninguém dentro do armário, prometo.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Ei, não encoste.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Seja como for, ele tá vazio.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Não me obrigue a trancá-lo.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Por que você não aproveita essa curiosidade e vai explorar o mundo, sei lá, salvar a humanidade, talvez?
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Se você encostar nele de novo, vai ter que aguentar uma história muito chata.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Tô avisando, é um tédio!
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: É filosófica!
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Eu vou até remover sua habilidade de pular minhas falas.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: É a sua última chance!
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: É bom que você tenha tempo e paciência se for encostar nele de novo!
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Você pediu, não diga que não avisei.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Sabe, a vida é bem solitária por aqui, então tenho muito tempo para pensar. Uma coisa que fica me incomodando é esse conceito de felicidade. Todo mundo parece estar buscando ela, alguns fingem que a tem, mas ninguém consegue mesmo explicá-la. Eu acho que finalmente desvendei o mistério. Sabe, todo mundo tem objetivos. Então a gente pensa... ah, quando eu tiver isso, serei feliz, ou, quando eu conseguir aquilo, terei alegria eterna. Algumas pessoas estão buscando amor e aceitação, enquanto outros simplesmente esperam que a Devolver aprove seu jogaço. Do meu ponto de vista, sentado aqui às margens do tempo e sendo visitado por inúmeros viajantes, percebi uma coisa muito importante. Objetivos não deixam ninguém feliz. Eles adiam a felicidade para o futuro, para quando o objetivo será alcançado. Isso só leva ao fracasso, pois quando atingir o objetivo, você não será mais a mesma pessoa que era quando decidiu buscá-lo. E além disso, sua mente estará programada para buscar alguma coisa em vez de simplesmente desfrutar daquilo que já tem. Então é isso. A felicidade não é um objetivo ou um estado, é um sistema. Você otimiza seu ambiente e escolhe a dedo as pessoas ao seu redor. De forma que a cada dia você esteja animado para viver sua vida, e você não precisa adiar nenhuma alegria, pois você já otimizou o momento presente. Agora não sei se isso foi cafona ou inspirador, ou talvez até irritante, mas eu preciso otimizar minha própria vida. E isso significa que preciso que você pare de tentar abrir o meu armário, então espero ter entediado você pra valer.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Você precisa ver o que aconteceu com o último viajante enxerido.

Monstro na Gaiola: Ei, eu ouvi isso!

Falatório do Armário #2[]

Ativação[]

Ninja só pode ativar o falatório do armário #2 ao continuamente interagir com o armário dentro da Loja no topo do Cume Nevado, antes de invocar a Torre do Tempo. O Lojista parece não estar presente, mas se Ninja tenta abrir o armário, o Lojista aparece da porta à direita da Loja para impedir Ninja de abri-lo.

Falatório[]

O Lojista ensina a Ninja sobre o poder das histórias.

Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Você achou mesmo que seria tão fácil assim?
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Já falei para você, não é para mexer no armário.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Pare, por favor.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Não vai ter uma edição especial de falatório do armário.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Não seja esse tipo de pessoa.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Você está sendo esse tipo de pessoa.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Tá bom, seja esse tipo de pessoa.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Dez.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Nove.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Oito.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Sete.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Seis.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Cinco.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Quatro.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Três.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Dois.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Um.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Loucura como uma contagem dá a sensação de que tem alguma coisa para acontecer, né?
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Mas enfim, não tem nada.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Se você está buscando algo especial, desista logo desse armário, as coisas legais ainda estão por vir.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Já falei para você sobre o cara que ficou acordado até tarde numa sexta-feira e começou a escrever diálogos opcionais para "agregar valor cômico para aqueles que se interessam"?
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Imagina ler as baboseiras dele.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Aliás, se agora você acha que já chega dessa coisa de armário, eu concordo, mas é você quem decide se quer continuar tentando abrir ele.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Sério, agora você já pode parar.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: É sério, você tem o poder para isso!
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Só VOCÊ pode dar um fim a esses diálogos opcionais.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: O que seria ótimo, já que eu tenho muita coisa pra fazer.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Se eu repetir a mesma coisa três vezes, você vai pensar que meus textos acabaram?
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Não há mais nada aqui.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Não há mais nada aqui.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Não há mais nada aqui.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Não dá pra acreditar, por que você não vai fazer alguma coisa produtiva?
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Como, por exemplo, continuar a missão confiada a você?
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Mas não vou mentir, quando a hora chegar, você vai PIRAR quando o armário abrir.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: E digo isso com plena confiança, apesar de saber que você espera uma surpresa.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Então como se surpreende alguém que espera uma surpresa?
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Com uma metarreviravolta na trama, simples assim.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Agora, se você quer saber o que é isso, siga em frente, prometo que é a forma mais rápida.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: De qualquer forma, você não vai conseguir abrir isso até que o roteiro diga que é a hora.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Tá, agora vou começar do primeiro diálogo de novo.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Você achou mesmo que seria tão fácil assim? Já falei para você, não é para mexer no armário.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Pare, por favor.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Qual é, foi um bom truque, por que você ainda está tentando abrir isso?
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Achei que você ia desistir ao pensar que tinha voltado ao começo.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Se você continuar fazendo isso, vai ter que aguentar uma falação chata pra caramba.
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Será entediante e filosófica, e vou até remover sua habilidade de pular minhas falas!
Shopkeeper8Portrait.png Lojista: Tudo bem. Aqui vão alguns pensamentos de Jordan, o Sábio, para você. A vida é dura, então tem algumas coisas que você deveria saber. O mais importante de tudo é perceber que você tem alguma coisa para oferecer ao mundo. Mas para conseguir fazer isso, antes você precisa se conhecer e se organizar. Dar ouvidos às lições contidas nas histórias dos antigos não é uma má ideia. Sabe, com o aumento de conhecimento da consciência humana, sua arrogância também aumentou. Parece que estamos em um ponto em que o valor das histórias se perdeu para todos. Sem se importar com lições de moral, estamos simplesmente buscando diversão. Mas o poder delas no nosso subconsciente não se deixa afetar pelo nosso orgulho intelectual. As histórias enviam uma mensagem clara para o nosso ser, e quando são bem contadas, podem indicar caminhos para vivermos nossas vidas, às vezes impactando de maneiras que nem ao menos percebemos. Na verdade, os temas recorrentes quase sempre representam arquétipos, e contêm lições sobre como devemos ou não devemos nos portar. Pegue os dragões, por exemplo. As histórias de fantasia quase sempre os retratam com montes de tesouros. Não por coincidência, dois dos maiores medos inatos dos mamíferos são o fogo e os répteis. Então os dragões na verdade são uma metáfora que representa aquilo que você mais teme. Mas, diga, por que um réptil imortal cuspidor de fogo ia querer dormir em uma pilha de ouro? A resposta está nas entrelinhas: o tesouro que você busca é protegido pelo seu maior medo. Não me entenda mal, a pilha de ouro também é só uma metáfora, assim como a grandiosa besta que nem sequer existe. Encontre o seu dragão e derrote-o, aí então o seu tesouro será revelado. Esse é o conhecimento que os antigos contadores de histórias queriam transmitir, só que eles não tinham o método científico, nem um modelo para estruturar seus argumentos, e nem sequer uma audiência com QI elevado. Nem por isso a lição é menos importante hoje em dia. Aquilo que você realmente precisa descobrir dentro de si está escondido onde você menos quer buscar. Pergunte a si mesmo: por que você estava tão curioso para abrir o armário? Por acaso você é uma pessoa muito escrupulosa, inexoravelmente olhando sob cada pedra que passa? Ou será que você não dominou suas inseguranças, e o medo de perder alguma coisa é o que te move nesse momento? Talvez você esteja simplesmente querendo rir de alguma fala inesperada? Pois vou admitir que eu poderia arruinar todo o clima agora e contar a você sobre o palhaço depressivo que tentou se animar comendo um prato de confete. O que eu quero dizer é que, independente do motivo que o trouxe até aqui, você claramente demonstrou curiosidade, e fé de que o mundo guarda surpresas para aqueles dispostos a dar uma olhada sincera. Apesar de isso certamente ser verdade sobre o mundo, é ainda mais verdade sobre seu eu interior. Agora, se isso é assustador, inspirador ou encorajador, depende totalmente de quão longe você chegou em sua jornada de crescimento pessoal. A vida é feita de várias provas, e a maioria delas vai aparecer para você mais de uma vez. Traição, alegria, doença, aventura, falsidade, cooperação, intenção, solidão, gentileza, lealdade... De fato, assim como as velhas e as novas histórias, a vida tem temas recorrentes para testar os humanos. A parte importante não é saber se você passou ou não no teste, mas comparecer, ver seu resultado e ponderar sobre como isso pode mostrar o ser que você deve se tornar. A partir disso, tudo está dentro de você para ajudá-lo a encontrar seu próprio caminho. Vai saber, talvez o sentido principal da história do Mensageiro possa até fazer sentido para você. Mas, por ora, vamos voltar para a sua aventura.

Falatório do Armário #3[]

Ativação[]

Após derrotar o Barma'thazël, O Lojista irá pedir ao Ninja que abra o armário. Para ativar o falatório do armário #3, o Ninja deve desafiar as expectativas conversando continuamente com o Lojista ou tentando sair da Loja.

Falatório[]

Cabinet Screenshot 4.png

Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Por favor, encoste no armário.
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Já disse, o armário é a parada agora.
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Acredite, você está pronto para o que tem dentro dele.
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Não tem ninguém dentro do armário, prometo.
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Ei, abra o armário.
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Não está vazio.
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Eu já destranquei ele.
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Por que você não usa essa curiosidade e abre logo o armário?
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Se não abrir o armário de uma vez, você vai ter que aguentar a minha história chata.
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Tô avisando, é um tédio!
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: É filosófica!
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Inclusive vou remover sua habilidade de pular minhas falas.
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: É a sua última chance!
Shopkeeper16Portrait.png Lojista: É bom que você tenha tempo e paciência se for continuar fazendo isso!

Shopkeeper16Portrait.png Lojista: Certo, permita-me compartilhar minha interpretação da obra de Madame Mellody. Depois de observar tantos humanos por tanto tempo e de ler tudo que pude, alguns tópicos inevitavelmente se repetem. Uma coisa que todos temos em comum é a necessidade de sentir que temos valor, poder e abundância em nossas vidas. Agora, assim como muitas coisas, existem maneiras funcionais e disfuncionais de encarar isso tudo. Vamos dizer que você seja disfuncional. Seu senso de valor pode depender da aprovação dos outros, viciando você na busca por atenção, implorando aos outros que digam que o seu ser é adequado. Você se sentirá bem quando receber avaliações positivas, mas sempre terá seu dia arruinado ao receber qualquer comentário negativo. Agora, sobre o poder. As pessoas disfuncionais têm a sensação de poder ao exercer controle sobre os outros, às vezes até policiando a maneira como falam ou com quem se envolvem. Sentem-se bem quando têm um parceiro ou amigo mais fraco para controlar, mas a depressão bate quando não há ninguém por perto para alimentar seus egos. Seu senso de abundância costuma vir de coisas materiais, de demonstrações de status, ou da promiscuidade. Apesar de a sensação ser ótima enquanto a grana e a multidão estão lá, essas coisas não têm profundidade real, e nunca é demais afirmar que o impacto da inevitável queda será doloroso. Sobre as pessoas funcionais, não existe muitos registros, já que elas costumam estar ocupadas vivendo uma vida significativa. As pessoas funcionais têm seu senso de valor a partir do entendimento e reconhecimento de seu valor interior. Seu senso de poder vem de uma habilidade de se conter e deixar os outros serem o que são, protegendo-se quando é necessário. E a abundância vem simplesmente de um bom autocuidado. Agora, tudo isso faz sentido na teoria, mas a ideia é ser capaz de aplicar tudo isso. Para isso, primeiro você precisa dominar suas emoções. Na minha opinião, tudo que você vivencia é uma mistura das grandes cinco. Medo, alegria, tristeza, raiva e vergonha. As cores primárias das nossas vivências, por assim dizer. Misture medo e raiva, e você tem a inveja. Muita tristeza em sua alegria e você se tornará melancólico. A única maneira de desdobrar emoções complexas é analisando quais das grandes cinco estão envolvidas, e lidar com cada uma delas individualmente. É fácil falar, quero ver fazer, certo? Pense nas histórias de casas mal-assombradas por um momento. São sempre iguais, não são? Começa com alguns bobinhos otimistas se mudando para lá. Logo logo, coisas estranhas começam a acontecer e o medo surge por um momento. Em algum momento, a protagonista se cansa e decide enfrentar o fantasma. "O quê? O que você quer?", ela pergunta, cansada de fugir com medo. No fim das contas, os fantasmas costumam saber o que querem, e normalmente é a mesma coisa: que a pessoa que fez algo errado receba justiça, para que ele então possa descansar. É aí que normalmente o assassino enfrenta um julgamento e o corpo do fantasma é enterrado dignamente. E de uma hora para outra a casa se torna um refúgio aconchegante novamente. Você entendeu as metáforas? Se você costuma sentir depressão, irritação, ou de alguma forma sente um bloqueio ao lidar com a vida, você é exatamente como uma casa mal-assombrada. Sua criança interior está machucada, e as coisas vão ficar cada vez mais desconfortáveis para você, até você dar a volta e perguntar "O quê? O que você quer?" Se a pergunta for sincera, você descobrirá que as respostas estavam dentro de você o tempo todo, e que atender aos pedidos dessa criança interior é um desafio que pode mudar a sua vida. Só então você poderá iniciar o processo de descobrir seu verdadeiro ser, para finalmente se livrar de suas amarras. Esses foram meus últimos devaneios, mas lembre-se que eu não passo de um lojista. Tudo que eu digo não deve ser levado tão a sério. Por favor, abra o armário agora.

Falatório do Armário #4[]

Ativação[]

O falatório do armário #4 se encontra no Pânico no Piquenique, numa área secreta na Praia dos Vuditos. Em 8-bit, vá para o canto sudoeste da sala com a quinta loja, onde há um beco sem saída com uma Palmeira e um vaso de vida. Espere próximo a parede da esquerda por cerca de 30 segundos para revelar uma passagem secreta, que leva a uma área com uma pequena cabana e o armário parcialmente enterrado na areia. Interaja continuamente com o armário para ativar o falatório.

Falatório[]

Cabinet Screenshot 5.png

Tikeeper8Portrait.png Lojista: Ah, então é lá que o armário foi parar. Bom saber. Agora, vamos deixar ele em paz.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: É sério, não mexa nele.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Já acabaram minhas divagações filosóficas, em todo caso.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Você quer usar o manto azul de novo ou o quê?
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Devo admitir, nunca achei que você fosse viajar para a linha do tempo para onde eu teletransportei aleatoriamente o armário quando nós o trocamos pela Jukebox.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Mas aqui estamos, não é?
Tikeeper8Portrait.png Lojista: O que eu preciso fazer para você deixar meu armário em paz?
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Se eu te contar meu poema favorito, você vai ficar entediado?
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Mas, aqui entre nós, é mesmo um ótimo poema.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Tudo bem, lá vamos nós.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: "Ele clama pelos Panos do Céu" por WB Yeats:
Tikeeper8Portrait.png Lojista: "Se eu tivesse os panos do céu bordados,"
Tikeeper8Portrait.png Lojista: "Feitos de luz dourada e prateada,"
Tikeeper8Portrait.png Lojista: "O azul e o turvo e os panos escuros consolidados,"
Tikeeper8Portrait.png Lojista: "Da noite e da luz e da meia-luz rateada,"
Tikeeper8Portrait.png Lojista: "Eu espalharia os panos sob seus pés:"
Tikeeper8Portrait.png Lojista: "Mas eu, sendo pobre, tenho apenas meus sonhos;"
Tikeeper8Portrait.png Lojista: "E espalhei meus sonhos sob seus pés;"
Tikeeper8Portrait.png Lojista: "Pise com cuidado, pois você pisa em meus sonhos."
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Nada mal, hein?
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Você percebeu que a última frase foi uma ameaça às consequências de brincar com os sonhos de alguém, ou um pedido para que o outro seja gentil com ele?
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Enfim, acho que o que estou tentando dizer é: "tome cuidado, porque você está mexendo no meu armário."
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Larga.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Logo.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Do.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Lance do armário, caramba.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Você é tão teimoso.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Faça isso de novo e vou usar um truque especial para fazer você desistir.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: É um truque muito legal, eu comprei online.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: "Um truque esquisito! Mensageiros odeiam ele" dizia o anúncio.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Você está pronto?
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Tudo bem, vamos ver como você lida com uma enxurrada de elipses.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Elipsis?
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Elipsises?
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Tanto faz, vamos ver como você se sai.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: ...
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Aposto que você vai pular aquela lá porque você entrou em um estado de fuga mental enquanto lutava contra minhas elipses.
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Ah, você estava indo rápido demais e pulou a frase anterior?
Tikeeper8Portrait.png Lojista: Não era lá tão importante assim. Você prefere uma divagação filosófica, então? Conhece as regras.

Tikeeper8Portrait.png Lojista: Tudo bem, permita-me compartilhar algumas ideias que tive depois de ler os trabalhos dos mestres Weekes, Jung e Miller. Mais precisamente, sobre o conceito de dor emocional. E, ainda mais precisamente, como todos nós procuramos evitá-la. Embora evitá-la possa parecer uma solução desejável a princípio, olhar mais de perto revela uma verdade importante: aquilo a que se resiste, persiste. Em outras palavras, você só sofre com aquilo que não reconhece nem aceita. A ansiedade pode ser imaginada como sendo dois pontos na mente, um para "o que é" e outro para "o que se desejava que fosse". A dor, nessa figura, é forte em igual proporção à distância entre esses dois pontos. Então, para se sentir melhor, essa lacuna tem que ser eliminada ou, pelo menos, reduzida significativamente. E é aí que eu sou obrigado a concordar com os meditadores defensores da "Meditação de Atenção Plena". "Você tem que aprender a se libertar", eles ficam repetindo. Falar é fácil, não acha? Especialmente porque parece que só escutamos esse conselho de pessoas que já sentem a paz interior, e ouvir que é fácil só faz com que uma alma em sofrimento se sinta ainda menos adequada. Eu acho que está relacionado ao ato de fechar essa lacuna de ansiedade entre os dois pontos de uma forma saudável. Se você parar para pensar, a maior parte da dor neste mundo é causada por pessoas que não conseguem lidar com a própria ansiedade interior, que então tentam fechar suas lacunas transformando o "o que é" em "o que elas desejavam que fosse". Ou, em outras palavras, exercer controle. Agora, o controle pode funcionar como uma estratégia de curto prazo para reduzir a ansiedade da pessoa controladora, mas tudo o que ele realmente faz é transpô-la para os outros. A verdade desafiadora, mas, em última análise, libertadora, é que há outra maneira de fechar a lacuna: transformar "o que você quer" em "o que é". Ou em outras palavras, aceitação. Ao abraçar as emoções negativas, podemos nos integrar a elas e eventualmente aceitá-las, tanto pelo que elas têm a ensinar, quanto como prova de que estamos bem vivos. Essa aceitação leva a alguma forma de pesar emocional, onde eventualmente nos libertamos de determinadas lembranças ou estados de espírito, e, assim, desarmamos a capacidade deles de dominar nosso humor. Se parece difícil de acreditar, considere isso: também funciona com emoções positivas. Veja a nostalgia, por exemplo. Aquela música que você ficou ouvindo durante aquele verão especial alguns anos atrás... Ela te leva para aquela época, não é? Aplicando nosso raciocínio, o que acontece quando você é levado? Certamente você não resiste às lembranças calorosas e felizes que se apoderam de você. Você absorve tudo, e até tenta o seu melhor para senti-las ainda mais, em toda a sua extensão, conjurando imagens e, se você se concentrar o bastante, até cheiros. Depois de alguns momentos, o calor começa a se desgastar e, como quando se acorda de um sonho bom, você não consegue manter sua concentração mental naqueles sentimentos, conforme eles inevitavelmente se dissipam. E de repente, você passou pelo processo de luto de uma memória positiva, porque a abraçou em vez de tentar resistir a ela e, assim, o poder dela sobre você enfraqueceu. O que você descobrirá no dia seguinte é que, embora essa música antiga sempre virá com uma pitada de emoção para você, ela nunca mais o atingirá com a mesma força da primeira vez que você reabriu esse canto da sua mente em total aceitação. Essa é certamente uma triste realidade quando se trata de emoções positivas, mas, por outro lado, também se aplica às emoções negativas. Se você sente um arroubo de tristeza, a dor de uma traição, ou lembra de uma memória triste, ao aceitar essa emoção, abraçá-la completamente e deixá-la passar por você, o efeito dela sobre você também vai enfraquecer. E, finalmente, em contraste com a tristeza que você sente ao perceber que uma lembrança feliz não pode mais ser visitada com intensidade, você sentirá alegria quando ficar claro que uma emoção negativa acabou para sempre também. Desta forma, acredito que é justo dizer que há beleza na tristeza. Foi muito para explicar, espero que tudo tenha feito sentido. E, por favor, não esqueça que sou apenas um lojista. Se o que eu digo não ressoa em você, pode desconsiderar sem qualquer hesitação. Não tenho mais nada para dizer, então vou teletransportar o armário para o espaço sideral para garantir que você nunca mais o encontre. Tchau tchau.

Conquistas[]

Para o artigo principal, veja Conquistas.
Achievement 33.jpg
Tá, eu não abro!
Aprenda sobre a felicidade.


Achievement 34.jpg
Mordeu a Isca
Aprenda sobre o poder das histórias.


Achievement 35.jpg
Não era um jogo de plataformas?
Aprenda sobre sua criança interior.
Advertisement